Independente do local de onde você trabalha remotamente, você acha que poderia ser mais produtivo, mas, por alguma razão, ainda está se sentindo bloqueado? Talvez você não tenha percebido, mas a forma como você começa o seu dia e a maneira como esse ambiente de trabalho está configurado, por exemplo, podem ser os responsáveis pela a sua distração diária.

Comece pensando e respondendo para você mesmo: Como você “fala” para o seu cérebro que agora é hora de trabalhar?

Quando temos uma base fixa, como o escritório da empresa, isso é mais fácil. Mas o que quero te mostrar é que é possível fazer isso de qualquer lugar. Você só precisa criar as suas próprias regras do jogo e “jogar” com a sua mente para construir a autodisciplina.

# Construa a sua rotina matinal

Trabalhar remoto envolve ter flexibilidade de horários. E, às vezes, algumas pessoas se perdem nessa curva da liberdade.

Comece definindo o horário que você quer acordar para trabalhar todos os dias. Depois disso, qual é o ritual matinal que você vai seguir?

Eu, por exemplo, gosto muito de acordar, meditar, fazer hipismo, tomar banho, trocar de roupa e beber um café. O meu start só começa depois disso.

Já tem outras pessoas que preferem fazer outros exercícios e, outra dica que já vi muito por aí, é começar o dia escrevendo sobre qualquer coisa para aquecer o seu cérebro. O importante aqui é você ter alguma coisa que diga para o seu cérebro que agora é a hora de trabalhar.

# Descubra quais são as prioridades do dia

O dia sempre vai ser pouco produtivo quando você não souber por onde começar. O senso de urgência vai ficar na sua cabeça, você pode acabar ficando nervoso ou ansioso e, no final, nada vai ter sido feito por completo. Ou a procrastinação vai fazer com que você deixe as tarefas mais difíceis e importantes para o fim do dia e isso pode causar um grande estresse para você que vai chegar naquelas tarefas só com o final da sua energia.

A dica aqui é fazer uma grande lista com tudo o que tem que ser feito para hoje e começar a priorizar as tarefas mais relevantes. Se você ainda está na dúvida se uma determinada tarefa é importante ou não, você pode medir o impacto dela e o quanto de esforço vai gastar fazendo isso.

Essa é a matriz do esforço x impacto e que, de maneira simples e rápida, pode ajudar você nessa definição. Mas… como funciona?

E as tarefas que se repetem? O ideal é estipular um dia fixo da semana para fazer elas.

# Conheça você mesmo e faça uma coisa de cada vez

Se você já sabe quais são as suas prioridades do dia, você só precisa focar em uma coisa de cada vez e no momento em que se sentir mais preparado para isso. Até porque de nada adianta você organizar as tarefas importantes, mas fazer isso no momento errado.

Pense: quais são os dias e horários que você trabalha melhor? Quando é que a sua mente se sente mais livre e concentrada? Será que a playlist que você está ouvindo também não influencia na sua produtividade?

# Gerencie o seu tempo de concentração

Ficar muito tempo focado na mesma coisa pode consumir boa parte da sua energia. Por exemplo, ficar a manhã inteira concentrado em uma só tarefa e sem intervalos, pode fazer com que a sua tarde seja improdutiva.

E é por isso que gosto de recomendar a técnica do Pomodoro. A cada 25 minutos de trabalho focado, você faz uma pequena pausa de cinco minutos (ou qualquer outro tempo que você definir). Depois de quatro ciclos de pomodoros, é a hora de fazer um intervalo maior.

# Reconheça as suas conquistas e o que deu errado

O ser humano é muito acostumado a trabalhar com recompensas porque isso é motivador. Se você trabalhou de maneira organizada, produtiva e conseguiu cumprir todas as prioridades diárias, comemore isso! Isso é importante para que você se sinta estimulado a realizar o seu trabalho da melhor forma.

Por outro lado, você também deve reconhecer aquilo que não saiu como o esperado. Será que você investiu pouco tempo? Aquela tarefa era mais difícil do que se imaginava? Ao encontrar essas respostas, você entenderá melhor a sua forma de trabalhar.

Recapitulando, para organizar a sua rotina, comece pensando no que você quer para construir a sua rotina e preste atenção em como a sua base de trabalho está moldada.

Independente do lugar, de quando e como você escolher trabalhar, se aquela for a forma mais produtiva, tenha em mente: você continuará cumprindo com o que está combinado com a equipe, no seu tempo e sem atrapalhar o trabalho do restante do time distribuído.

Faça parte do movimento Officeless! #beofficeless 💜

E aquela compartilhada marota?

Outros posts

10 lições que aprendi sobre trabalho remoto em 4 anos com um time distribuído

Por que o autoconhecimento é importante para ter mais autonomia no trabalho remoto?

Rotina pessoal e trabalho remoto: como é possível manter um time distribuído em sincronia?

Faça parte do movimento
#beofficeless

Milhares de pessoas já se tornaram Officeless e voltaram a amar o trabalho que fazem. Ajude você também a acelerar essa mudança que é necessária.

Faça parte do movimento