O que é importante você saber antes de contratar um profissional remoto

Um dos maiores medos dos gestores em relação ao trabalho remoto é como que ele poderá enxergar que o seu time está realmente trabalhando. Será que eles vão estar olhando o feed do Facebook ou do Instagram? Assistindo vídeos no Youtube?

A verdade é que isso independe das pessoas estarem no escritório ou não. Elas possuem acesso a essas mesmas plataformas e sites de qualquer lugar.

Quando algum líder traz essa dúvida para a gente, nós costumamos falar o seguinte: "Você tem que contratar pessoas que tenham um perfil de autorresponsabilidade". Legal, mas o que isso significa?

Quer dizer que trabalhar remotamente exige um certo nível de maturidade. Se a pessoa for autogerenciável, você, como líder, não vai cair na armadilha do microgerenciamento e não vai precisar ser aquele gestor que anda com uma lupa monitorando o time.

Antes de contratar alguém, faça um processo de seleção cuidadoso e cheque se o candidato (a) tem essas características que falamos. Mais importante do que as passagens profissionais dele (a), é saber o que essa pessoa ainda quer fazer e o estilo de vida que busca seguir.

Contratou bem? Agora saia da frente e pare de querer microgerenciar. É uma relação humana e a base está na confiança.