REMOTE FIRST. Um curta-metragem sobre liberdade e propósito nas relações de trabalho. Assista agora!

Muitas pessoas ainda têm uma visão limitada e, portanto, incompleta sobre o trabalho remoto. Elas acabam se prendendo na condição de trocar um lugar por outro e, na maioria das vezes, é a substituição do escritório da empresa pelo tão desejado home office.

Da obrigação de ir pro escritório para a obrigação de trabalhar de casa

Se você ainda acredita que o trabalho remoto é apenas trabalhar de casa eu tenho uma coisa pra te contar. Você pode estar trocando uma prisão por outra.

Ser obrigado a trabalhar de casa ou ir para o mesmo local todos os dias, são condições bem similares. A partir do momento que você está submetido às mesmas práticas nocivas de gerenciamento, controle e restrição de liberdade - mas agora sem precisar pegar trânsito - a prisão apenas muda de lugar. Passa a ser domiciliar.

Socorro, em casa eu não funciono para trabalhar

É normal não se sentir produtivo trabalhando de casa.

Existem distrações, podem ter horas que os assuntos domésticos e profissionais se misturam. A experiência nesse formato não é a melhor para todas as pessoas. E está tudo bem.

Se trabalhar de casa é de fato um grande problema pra você, não se obrigue a ter que se livrar de todos os tipos de distrações que esse ambiente oferece. Enxergue o home office como apenas uma possibilidade em meio a tantas.

Trabalho remoto é ter a liberdade de escolher o ambiente que faz mais sentido naquele momento.

No momento em que o trabalho remoto é realmente compreendido, percebemos que o trabalho é um estado mental. E o autoconhecimento também começa a ser desenvolvido. "Hoje estou em um dia onde vai me fazer muito bem ir em um espaço onde há pessoas circulando" ou, quem sabe, "Estou em um momento que preciso silêncio total e nada melhor do que aquele espaço reservado que tenho em minha casa".

Você começa a entender melhor as suas necessidades e tem a liberdade de escolher o que faz mais sentido naquele momento para a sua rotina pessoal e de trabalho.

Trabalho Remoto ≠ Home Office

Para citar alguns exemplos de locais para trabalhar remotamente, você tem desde o próprio escritório, até espaços de coworking, cafés, bibliotecas, casa/escritório de amigos, viajando ou inclusive no aconchego do seu home office.

A verdade é que qualquer lugar que tenha uma boa conexão com a internet torna-se um potencial local de trabalho.

E é isso que faz do trabalho remoto flexível, porque se você se sentir sozinho, improdutivo, entediado em um formato, há outras várias oportunidades para serem exploradas. Não se engane de que você precisa obrigatoriamente trabalhar de casa.

O termo home office tem causado confusão e fazendo as pessoas desconsiderarem um caminho muito mais amplo e cheio de possibilidades.

Por isso, nunca é demais reforçar: trabalho remoto é muito mais do que home office. A flexibilidade de local inclusive é apenas uma parte do trabalho remoto.

Não faça da sua liberdade um sofrimento. Explore locais, horários e rotinas que fazem sentido pra você. Não se obrigue a viver de uma forma que não faz sentido para você.

Compartilhar esse post

Outros posts

5 motivos para não usar Slack, WhatsApp ou e-mail no trabalho remoto

Você não precisa ser um nômade digital para trabalhar à distância

Devo cobrar resultados diferentes de quem está remoto?

Faça parte do movimento
#beofficeless

Milhares de pessoas já se tornaram Officeless e voltaram a amar o trabalho que fazem. Ajude você também a acelerar essa mudança que é necessária.

Faça parte do movimento