Traga o desafio para a sua equipe remota, não o tutorial

Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades. Já ouviu essa frase antes? Para a gente, tem tudo a ver com autonomia. Essa é uma habilidade que pode estar ligada ao individual de cada um, mas também se relaciona com a maneira que equipes trabalham. Se você pensar, dentro de uma mesma empresa, existem diferentes pessoas responsáveis por tomadas de decisões e no momento em que construímos uma cultura com times autônomos isso reduz a dependência de uma única pessoa ou de muitos cargos de confiança para abraçar grandes responsabilidades de um negócio.

Autonomia pode ser entendida como a capacidade de governar seus próprios atos, ter independência e autossuficiência para bancar as suas decisões.

O líder precisa permitir que a autonomia aconteça

Quando uma empresa deseja construir um ambiente de autonomia, isso deve ser claro e transparente na sua cultura. Não se pode cobrar algo de uma equipe ou colaborador, se todas as decisões sempre são barradas ou questionadas. É preciso criar o ambiente. Permitir. 

Falar em criar o ambiente significa priorizar a comunicação, a clareza e a transparência. Na prática, isso se traduz em alinhamento - o que reduz consideravelmente a chance de expectativas erradas. 

Um dos principais fatores de insatisfação dos colaboradores é a falta de liberdade. 58% dos profissionais dizem que se sentem mais livres para desenvolver suas tarefas se for de uma maneira mais independente. - Resultados da pesquisa conduzida pela Page Talent

Proporcionar muita autonomia pode ser ruim em algum momento?

Uma cultura de empresa é validada quando as lideranças começam a observar os resultados do que um time faz quando ninguém está olhando. Se a empresa não possui uma cultura alinhada, certamente, as pessoas estarão caminhando na mesma direção e assumindo suas responsabilidades.

Se o profissional ou o time sabe como funciona os processos da empresa, há grandes probabilidades de que ele assuma uma postura autônoma de maneira correta. No ambiente remoto, por exemplo, as pessoas possuem mais liberdade, mas isso também exige mais responsabilidade. Então, se alguém optar por trabalhar em algum período que se sinta mais produtivo (a), escolher o seu momento de pausa e assumir as suas obrigações, o que há de errado? Nada!

Ajude o seu time a explorar soluções

Autonomia está muito relacionado com a forma como um líder delega tarefas. É preciso confiar e não falar para outro como algo tem de ser feito. Não é sobre trazer o plano de execução, mas sim o desafio. A outra pessoa se sentirá muito mais responsável para encontrar a melhor solução e alcançar o objetivo proposto. 

Se você, como líder, sabe o caminho, permita que os outros também encontrem. Não é porque você já passou por algo que a sua proposta será a melhor. Seja um mentor e traga o time para cocriar ao seu lado - mesmo que vocês sejam uma equipe distribuída. 

NEWSLETTER OFFICELESS  💌
Receba o melhor conteúdo sobre trabalho remoto uma vez por semana no seu email.