O que o seu escritório diz sobre a sua empresa?

A maior parte das empresas ainda possui escritórios, mas a razão para isso nem sempre é tão clara. Afinal, são poucas que usam esse ambiente como estratégia. Durante décadas, esses espaços foram planejados com o objetivo de oferecer aos funcionários um local com toda a estrutura de trabalho necessária, computadores e entre tantos outros itens. Hoje, a lógica é outra: os espaços devem ser pensado para as PESSOAS.

Não há mais razão para ter toda essa dependência de um único ambiente, afinal, existem diversas tecnologias móveis que nos permitem trabalhar de qualquer lugar a qualquer momento. Pense comigo, se a sua empresa desse adeus ao escritório hoje, quais seriam as consequências?

Na minha opinião, as pessoas seriam mais produtivas, teriam mais tempo livre para as suas atividades pessoais e, provavelmente, estariam mais satisfeitas com o trabalho. Somado à isso, a sua empresa também teria a possibilidade de contratar pessoas de todos os lugares do mundo e encontrar os melhores profissionais.

Mas, voltando ao início da conversa, como é possível mudar o ambiente de trabalho para que ele possa ser melhor para as pessoas?

Uma boa resposta que encontrei foi em uma matéria publicada pela Época Negócios sobre o Festival de Inovação e Cultura Empreendedora (FICE). No encontro, segundo o conteúdo, Ryan Anderson, vice-presidente de inovação digital da Herman Miller, afirmou:

“Pense no que você quer que a sua empresa faça – quer que ela seja inovadora, criativa, colaborativa? E depois, descreva o seu escritório. Os adjetivos precisam ser similares. Não apenas crie seu espaço de trabalho, tenha certeza de que o ambiente expressa a sua cultura e o que você quer fazer."


E, além disso, ele também trouxe boas provocações sobre trabalho remoto. Sabe aquela clássica dúvida das empresas sobre como assegurar que os colaboradores estejam sendo produtivos a distância? Ryan diz que é preciso pensar o oposto: como ter certeza de que não estão fazendo o funcionário trabalhar demais?

Na visão dele - a qual também compartilho - é importante ter dentro das organizações líderes que estejam dispostos a dizer aos funcionários a hora de parar, dar boa noite e também zelar para que a equipe tenha um bom equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Até porque isso é muito importante para a produtividade.

Quer saber mais sobre o assunto? Veja a matéria completa da Época Negócios clicando aqui.