REMOTE FIRST. Um curta-metragem sobre liberdade e propósito nas relações de trabalho. Assista agora!

Em algum momento na sua vida, provavelmente, você já deve ter se sentido desmotivado (a) para trabalhar. Não há problema nenhum nisso e há inúmeras razões para se sentir assim, pode ser que esteja sobrecarregado naquela semana, cansado ou até mesmo com problemas pessoais. Mas e quando tudo está nos eixos? O que será que está provocando esse sentimento?

Na busca por essa resposta, comecei a me questionar para aprofundar até a raiz dessa questão. Até que cheguei em um fundamento muito importante, que é o grande pilar da motivação. O famoso "propósito". E aqui estou falando de propósito pessoal e também daquele que move a empresa ou time o qual você faz parte.

Além disso, comecei a tentar relacionar outros assuntos: a construção de uma rotina organizada, levantar cedo, ter tempo para fazer as coisas e, bom, o resultado parece meio óbvio, não? Tudo isso é importante. Mas, ao correlacionar com o propósito, pude enxergar as coisas com outras lentes.

Se lá no final, você não perceber que os princípios da equipe "batem" com os seus, eu sinto te contar, mas mesmo fazendo tudo certo na sua vida e seguindo as melhores práticas, você vai continuar desmotivado. A verdade é que a motivação e a vontade de ser produtivo só surgem quando você sente que está conectado por algo maior.

Compartilhar esse post

Outros posts

5 motivos para não usar Slack, WhatsApp ou e-mail no trabalho remoto

Você não precisa ser um nômade digital para trabalhar à distância

Devo cobrar resultados diferentes de quem está remoto?

Faça parte do movimento
#beofficeless

Milhares de pessoas já se tornaram Officeless e voltaram a amar o trabalho que fazem. Ajude você também a acelerar essa mudança que é necessária.

Faça parte do movimento