LIVRE
Aula #
33

O que aprendi após 100 horas de facilitação online

Renato Contaifer
  ·  
Officeless
Baixar os materiais da aula

O que aprendi após 100 horas de facilitação online.

Antes de mais nada, a facilitação não é necessariamente uma profissão ou cargo. Onde tem um grupo e um desafio existe um espaço de protagonismo ou de liderança para ser ocupado. No contexto do ambiente online, o papel de facilitação é muito bem-vindo em qualquer videoconferência em grupo.

Esqueça o presencial e já comece pelo digital. Esse é um modelo de trabalho diferente, que tem suas particularidades, e uma forma própria das pessoas se comunicarem, colaborarem e criarem engajamento.

E falando em engajamento, esse é o desafio clássico de uma reunião ou atividade em grupo. Ao colocar diferentes pessoas em uma vídeo chamada, o ritmo, o tempo e o controle da fala precisam ser intencionalmente direcionados. O silêncio incomoda, duas pessoas falando juntas, confunde. Precisamos de um processo minimamente estruturado para para conduzir o grupo ao seu objetivo.

Está cada vez mais difícil ter a atenção das pessoas. Em tempos de formatos de conteúdos de 15 segundos, a informação é líquida, rápida, e pouca gente consegue ficar assistir alguém falando por uma hora, sem se distrair olhando no celular ou abrindo outras abas.

As pessoas participam daquilo que elas criam, equilibre conteúdo com a participação ativa, e conduza as pessoas pelo processo. Mas evite usar muitas ferramentas. Quanto maior o grupo, menos ferramentas eu utilizo, e busco garantir que os participantes terão familiaridade com elas.

Crie espaços para as pessoas conversarem em grupos menores, incentive o registro visual do que está sendo produzido. Nós podemos inclusive alcançar mais, falando menos. E trabalhar em cima das informações que estamos gerando.

E não deixe de torne acionável. O que adianta tudo aquilo se a pessoa não imagina como aplicar ao contexto dela? Convide a imaginar como implementar imediatamente o que foi ensinado.

Por fim, divirta-se. Ninguém aguenta uma vídeo chamada chata, entediante e improdutiva. Está com os facilitadores e facilitadoras a responsabilidade de criar espaços digitais mais inclusivos, produtivos e energizantes.

Participe gratuitamente das próximas aulas. Toda terça às 9h20.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

👇 Outras aulas que já rolaram por aqui.

Como a RD Station desenvolve as pessoas remotamente
Aula 
60

Como a RD Station desenvolve as pessoas remotamente

Com 
Luisa Remor
People Development
 · 
RD Station
A cultura remota da Zup
Aula 
59

A cultura remota da Zup

Com 
Gustavo Debs
Cofundador e COO
 · 
Zup
Perspectivas atemporais do trabalho remoto
Aula 
58

Perspectivas atemporais do trabalho remoto

Com 
Santiago Andreuzza
Cofundador
 · 
Twig|Games
Metodologias de Facilitação Virtual de Grupos
Aula 
57

Metodologias de Facilitação Virtual de Grupos

Com 
Fernando Murray
Sócio
 · 
Aprendix Global
A vida real do nomadismo digital
Aula 
56

A vida real do nomadismo digital

Com 
Matheus de Souza
Escritor
 · 
A gestão do visível e do invisível nas equipes remotas
Aula 
55

A gestão do visível e do invisível nas equipes remotas

Com 
Henrique Santanna
Gerente Executivo de Gestão de Pessoas
 · 
FIESC
Ferramentas digitais: Como montar seu escritório na nuvem
Aula 
54

Ferramentas digitais: Como montar seu escritório na nuvem

Com 
Renato Carvalho
 · 
Officeless
Medindo os resultados da sua equipe remota com OKR
Aula 
53

Medindo os resultados da sua equipe remota com OKR

Com 
Gustavo Ramos
Sócio e CRO
 · 
CoBlue
Crescendo um negócio com menos estresse e de qualquer lugar
Aula 
52

Crescendo um negócio com menos estresse e de qualquer lugar

Com 
Pedro Quintanilha
Fundador
 · 
Mentalidade Empreendedora
XP de Qualquer Lugar - O jeito de trabalhar que deu certo antes de ser implementado
Aula 
51

XP de Qualquer Lugar - O jeito de trabalhar que deu certo antes de ser implementado

Com 
Dalal Ghosn
Head of XP Anywhere
 · 
XP Inc.